Imprimir Post

Arquitetura em Camadas (Parte 4.2) – Provisão da Aplicação

Resumo:

O objetivo não se aplica a este post.

Uma vez que o conteúdo total desta série foi dividido em 4 partes, deve-se considerar absoluto, o resumo da primeira postagem até o momento presente.

Provisão da Aplicação - Relembre - Link Primeiro Post

Este tema da série Arquitetura em Camadas irá demandar mais publicações. Sendo assim, a numeração sequencial desta parte da série passou de 4.1 para 4.2 (vide título) e assim seguirá (4.3, 4.4…) mediante a necessidade de conclusão.

Palavras-chaves:

Provisão, Implantação, Publicação, Aplicação, IIS.

Texto:

Com a Introdução e apresentação de um cenário exemplificado (vide post anterior) agora criado, o próximo passo na Provisão da Aplicação será Publicar a Aplicação.

Provisão da Aplicação - Relembre - Link Post Anterior

Publicando a Aplicação

Voltando ao ponto de conclusão na criação da Aplicação, a estrutura ficou disposta da seguinte maneira no Microsoft Visual Studio:

Provisão da Aplicação - Criação da Aplicação

Provisão da Aplicação – Criação da Aplicação

Já a estrutura física da Aplicação pode ser visualizada ao localizar na raiz do Sistema Operacional, o diretório LinkSinergia (local definido no começo da criação da Aplicação).

Terminologia - Diretórios ou Pastas

Tela ao localizar o diretório C:\LinkSinergia:

Provisão da Aplicação - Localização da Aplicação

Provisão da Aplicação – Localização da Aplicação

Dentro desta pasta, existem outros diretórios que correspondem a cada Projeto (Camada) criado (a).

Tela ao abrir a pasta LinkSinergia:

Provisão da Aplicação - Projetos ou Camadas da Aplicação

Provisão da Aplicação – Projetos ou Camadas da Aplicação

Vale destacar as seguintes informações:

  • BLL: é o diretório correspondente ao armazenamento de todos os arquivos referentes a camada de Negócios.

Tela ao abrir a pasta BLL:

Provisão da Aplicação - Diretório BLL (Camada de Negócios)

Provisão da Aplicação – Diretório BLL (Camada de Negócios)

  • DAL: é o diretório correspondente ao armazenamento de todos os arquivos referentes a camada de Persistência de Dados;

Tela ao abrir a pasta DAL:

Provisão da Aplicação - Diretório DAL (Camada de Persistência de Dados)

Provisão da Aplicação – Diretório DAL (Camada de Persistência de Dados)

  • DTO: é o diretório correspondente ao armazenamento de todos os arquivos referentes a camada de Modelos;

Tela ao abrir a pasta DTO:

Provisão da Aplicação - Diretório DTO (Camada de Modelos)

Provisão da Aplicação – Diretório DTO (Camada de Modelos)

  • WebUI: é o diretório correspondente ao armazenamento de todos os arquivos referentes a camada de Apresentação;

Tela ao abrir a pasta WebUI:

Provisão da Aplicação - Diretório WebUI (Camada de Apresentação)

Provisão da Aplicação – Diretório WebUI (Camada de Apresentação)

  • LinkSinergia.sln: é o arquivo que representa a Solution da Aplicação. Ao ser aberto, exibirá completamente a Aplicação no Microsoft Visual Studio.

Esta foi apenas uma apresentação visual e física de como a Aplicação ficou estruturada. No contexto do cenário exemplificado no post anterior, isso tudo faria parte da máquina Cliente (Desenvolvedor):

Provisão da Aplicação - Cenário de Rede

Provisão da Aplicação – Cenário de Rede

Sendo assim, pode-se passar pela cabeça do leitor que, para publicar a Aplicação, deva-se apenas copiar a pasta LinkSinergia para o servidor, e este, através de algum programa, faria o papel de disponibilizá-la para os demais clientes do cenário de rede.

De certa maneira isso pode ser feito, mas não é uma boa prática e viola um dos principais fundamentais em TI, a segurança. Isto porque, todo o código fonte da Aplicação ficaria aberto e vulnerável em caso de espionagem e invasões bem sucedidas.

O Microsoft Visual Studio por sua vez, conta com um recurso que automatiza a publicação, isto é, cria um “pacote“ com todo conteúdo da Aplicação de maneira protegida, resolvendo exatamente o problema de segurança.

Colocando em prática tal recurso, com a Aplicação aberta, na tela do Microsoft Visual Studio, deve-se localizar e clicar com o botão direito no projeto WebUI, em seguida selecionar e clicar na opção Publish Web Site.

Provisão da Aplicação - Microsoft Visual Studio 2010 Ultimate - Publicação da Aplicação

Microsoft Visual Studio 2010 Ultimate – Publicação da Aplicação

Tela após clicar na opção Publish Web Site:

Provisão da Aplicação - Microsoft Visual Studio 2010 Ultimate - Publicação da Aplicação

Microsoft Visual Studio 2010 Ultimate – Publicação da Aplicação

A janela central está intitulada como Publish Web Site.

Manter as informações de acordo com a imagem abaixo e clicar no botão Ok:

Provisão da Aplicação - Microsoft Visual Studio 2010 Ultimate - Publicação da Aplicação

Microsoft Visual Studio 2010 Ultimate – Publicação da Aplicação

Vale destacar as configurações:

  • Target Location:(ftp:// …, http:// … or drive:\path): determina-se o local do diretório no qual ficará armazenado o “pacote” da Aplicação após a conclusão da publicação (caso o diretório não exista, será criado automaticamente).

Tela com a confirmação positiva (ver rodapé da janela) após clicar no botão OK:

Provisão da Aplicação - Microsoft Visual Studio 2010 Ultimate - Tela após Publicação da Aplicação

Microsoft Visual Studio 2010 Ultimate – Tela após Publicação da Aplicação

Com a publicação agora realizada (Publish), deve-se verificar o “pacote” gerado no diretório de armazenamento definido anteriormente, ou seja, em C:\LinkSinergia_Deploy (Diretório de Publicação da Aplicação).

Tela ao localizar o diretório C:\LinkSinergia_Deploy:

Provisão da Aplicação - Diretório de Publicação da Aplicação

Provisão da Aplicação – Diretório de Publicação da Aplicação

Dentro desta pasta, existem apenas os arquivos que se resumem a toda Aplicação, agora publicada.

Tela ao abrir a pasta LinkSinergia_Deploy:

Provisão da Aplicação - Diretório de Publicação da Aplicação

Provisão da Aplicação – Diretório de Publicação da Aplicação

Vigente a tela acima, pode-se haver o seguinte questionamento:

“No Diretório de Publicação da Aplicação, para onde foram todos os arquivos? Classes, classes vinculadas a Formulários Web e diretórios correspondentes as camadas da Aplicação, comparados ao diretório da Aplicação após sua criação, onde todos estes itens estão agora”?

Telas para comparação:

Provisão da Aplicação - Diretório da Aplicação Criada x Diretório da Aplicação Publicada

Provisão da Aplicação – Diretório da Aplicação Criada x Diretório da Aplicação Publicada

O fato é que, com a publicação realizada através do recurso disponível no Microsoft Visual Studio, garante-se que os arquivos que formam o fonte da Aplicação fiquem protegidos, transformando toda essa comunicação interna de arquivos com bibliotecas de armazenamento, as tão conhecidas DLL’S.

Prova disso é quando se olha para pasta bin do diretório da Aplicação publicada:

Provisão da Aplicação - Diretório da Aplicação Criada - Pasta Bin

Provisão da Aplicação – Diretório da Aplicação Criada – Pasta Bin

Considerações Finais:

As considerações finais não se aplicam a este post. Na próxima publicação, ainda quarta parte da série: Arquitetura em Camadas, será apresentado o terceiro post da Provisão da Aplicação, denominado: Servindo a Aplicação para todos os usuários.

Referências Bibliográficas:

As referências bibliográficas serão apresentadas no último post desta série.

Sobre o autor

Thiago Richard Vanicore

Thiago Richard Vanicore formou-se em análise e desenvolvimento de sistemas, possui certificação ITIL Foundation V2 e entre seus conhecimentos estão: ASP .Net (WebForms/MVC5/Web API) C#, HTML5, Html/XHtml, CSS3, JQuery, JQuey Mobile, JavaScript, Xml, Ajax, Json, Microsoft SqlServer, MySql, Firebird, Azure, Visual Studio Online, Scrum, UML, CRM, Quality Assurance, CTI (Computer Telephony Integration) MPSBR (Melhoria de Processos do Software Brasileiro).

Link permanente para este artigo: http://linksinergia.com.br/2014/10/27/arquitetura-em-camadas-parte-3-8-modelo-em-3-camadas-3-tier/