Imprimir Post

Comunicação Verbal – Etiqueta Profissional

Resumo:

Apresentar ao leitor o tema comunicação verbal.

Palavras-chave:

Comunicação, Verbal, Dicção, Gestão, Etiqueta, Profissional.

Texto:

Caros leitores,

Sabe-se que a comunicação é um dos maiores problemas no mundo corporativo, muito por conta da ineficácia dos sistemas de comunicação das organizações, mas muito mais por conta da capacitação inadequada dos profissionais.

Na última postagem da série etiqueta profissional, o autor introduziu ao leitor o conceito de comunicação para profissionais, apresentando, de maneira resumida, os principais fatores que compõem o processo de comunicação, sendo:

  • Comunicação verbal: profissionais devem saber se comunicar por meio da fala de maneira adequada. Devem possuir boa dicção, saber utilizar o idioma corretamente, não realizar o uso de gírias e acrônimos, devem possuir confiança quando falam e devem se comunicar com clareza, concisão e precisão.
  • Comunicação escrita: profissionais devem saber escrever bem, de maneira concisa e direta, tornando o processo de comunicação simples e buscando garantir o entendimento correto do receptor da mensagem.
  • Saber ouvir: mais do que simplesmente transmitir mensagens, os profissionais devem possuir a capacidade de saber ouvir o que outros profissionais comunicam.

Comunicação - Introdução

Comunicação Verbal

Nesta postagem, o autor irá se aprofundar, de maneira não exaustiva, no tema comunicação verbal, ou seja, trata-se da comunicação por meio da fala. No ambiente profissional, a maior parte da comunicação se dá por meio da comunicação verbal, e saber se expressar da maneira correta é fundamental para que os profissionais possam ter sucesso em suas carreiras. Abaixo, o autor apresentará os pontos que envolvem este meio de comunicação, sendo:

  • Dicção: segundo o dicionário, dicção é a maneira de se expressar por meio de palavras e a escolha de palavras e enunciações. O profissional deve saber pronunciar as palavras de maneira correta, bem como deve saber escolher as palavras para que a informação que deve ser transmitida seja interpretada com sucesso pelo receptor da mensagem. A dicção envolve a correta articulação da boca para a pronúncia, a pronúncia correta da palavra sem cortar o final nem deixar de pronunciar letras e olhar para o receptor no momento da fala.
  • Utilizar o idioma corretamente: é necessário que o profissional tenha o conhecimento adequado do idioma, a fim de realizar a correta concordância dos verbos e sujeitos, atentar-se para os pronomes que variam em número e gênero e outros pontos que são relevantes para correta utilização do idioma.
  • Evitar gírias e acrônimos: a utilização de gírias e acrônimos é um erro fatal para os profissionais. A adoção de gírias no ambiente corporativo pode ser ofensiva, bem como passar a imagem de despreparo profissional. Em relação aos acrônimos, mais conhecido como sigla, é um habito ruim, principalmente quando utilizado externamente. Entenda que talvez nem todos conheçam os acrônimos utilizados pela sua organização, uma vez que um acrônimo pode ser utilizado para mais de uma palavra. Um exemplo claro é o acrônimo HD, que pode ser Hard Disk ou Help Desk, bem como o acrônimo SD, que pode ser Service Delivery ou Service Desk.
  • Falar com confiança: este tópico está diretamente relacionado ao conhecimento sobre o assunto, quanto mais o profissional conhecer sobre o assunto, maior será sua confiança para abordar o tema. Profissionais que conhecem pouco sobre um determinado assunto, podem hesitar no momento da fala e tal situação poderá ser percebida pelos demais, podendo gerar insegurança no profissional e, consequentemente, passar uma situação de falta de credibilidade.
  • Clareza, precisão e concisão: o ideal é que profissionais se comuniquem de maneira clara, precisa e concisa, ou seja, trata-se da transmissão de informações de maneira que o receptor possa entender claramente. O ideal é que após a transmissão da informação, o emissor, ou seja, quem fala, pergunte ao receptor, ou seja, quem escuta, se o mesmo entendeu corretamente e se há alguma dúvida.

Considerações finais:

Assim, caros leitores, encerra-se a segunda postagem sobre o processo de comunicação, onde o principal objetivo foi apresentar as variáveis que envolvem a comunicação verbal.

Ressalta o autor que falar corretamente é essencial para qualquer profissional, tendo em vista que a falta de tal habilidade poderá gerar empecilhos na evolução da carreira dos profissionais.

Referências Bibliográficas:

Imagem Profissional – Ann A. Cooper, 2012 – Editora Senac.

Como convencer alguém em 90 segundos – Nicholas Bothman – São Paulo – 2014

Proposta de Sistematização da Comunicação do Planejamento Estratégico – Estudo de Caso em uma Consultoria de TI – Daniel Teran Duarte – 2013

http://exame.abril.com.br/revista-voce-sa/edicoes/195/noticias/13-solucoes-para-melhorar-a-comunicacao

Sobre o autor

Daniel Teran Duarte

Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração. Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, com destaque para as seguintes: Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração.

Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, sendo estas: PMP – Project Management Professional; PRINCE2® Practitioner; PSM I – Professional Scrum Master I; HCMP® 3G Expert Professional; MCP - Microsoft Project 2013; ITIL V3 Expert; ISO 20.000 Consultant Manager; HDI SCM - Support Center Manager; Cobit; ISO 9001:2015 Auditor Líder; ISO 22301:2012 Auditor Líder.

Para conhecer mais sobre Daniel Teran Duarte, visite o perfil no Linkedin ou encaminhe um e-mail.

Link permanente para este artigo: http://linksinergia.com.br/2016/05/09/comunicacao-verbal/