Imprimir Post

Realizar a garantia da qualidade – Ger. da Qualidade – Parte 2

Resumo:

Apresentar ao leitor a segunda parte do processo realizar a garantia da qualidade.

Palavras-Chave:

Realizar, Qualidade, Garantia, Processo, Projeto, Gerenciamento.

Texto:

Caros leitores,

Dando continuidade à série de postagens da área de conhecimento de gerenciamento da qualidade, mais especificamente ao processo realizar a garantia da qualidade, nesta postagem o autor irá apresentar as ferramentas e técnicas compõem tal processo.

Garantia da qualidade - relembre

Antes de iniciar a apresentação o autor gostaria de deixar registrado um ponto considerado importante. Apesar do PMBOK abordar tais ferramentas no processo, estas não são o foco da certificação PMP, ou seja, os profissionais que pretendem realizar o exame necessitam saber o que são as ferramentas e técnicas, porém não há a necessidade de um conhecimento profundo sobre o que são, nem sobre como realizar a adoção das mesmas.

Outro ponto a ser destacado é que o processo realizar a garantia da qualidade utiliza as ferramentas e técnicas dos processos planejar o gerenciamento da qualidade e controlar a qualidade.

Realizar a garantia da qualidade – Ferramentas e Técnicas:

  • Ferramentas de gerenciamento e controle da qualidade:
    • Diagramas de afinidade: semelhante a um mapa mental, o diagrama de afinidades é utilizado para realizar o agrupamento por semelhança, onde cada grupo recebe um título, ou seja, trata-se de uma técnica que visa identificar conexões entre elementos de um determinado tema. O benefício desta técnica é a facilidade de visualização. Abaixo é possível ver um exemplo simples de um diagrama de afinidades, onde os elementos estão separados por grupos:

      Diagrama de afinidades

      Diagrama de afinidades

    • Gráfico do programa do processo de decisão (GPPD): trata-se de uma técnica utilizada para a compreensão de uma meta em relação as etapas envolvidas para alcançá-las. Esta ferramenta é bem similar a ferramenta árvore de decisão.
    • Diagramas de Inter-relacionamentos: trata-se de uma adaptação de um diagrama de relacionamentos, podendo ser utilizado para cenários complexos que possuem relacionamentos lógicos entrelaçados para até 50 itens.

      Garantia da Qualidade - Diagrama de inter-relacionamento

      Diagrama de inter-relacionamento

    • Diagramas de árvore: são conhecidos também por diagramas sistemáticos e são utilizados para representar hierarquias de decomposição, por exemplo a EAP, a EAR (Estrutura Analítica de Riscos) e a EAO (Estrutura Analítica Organizacional).

      Garantia da Qualidade - Diagrama de árvore

      Diagrama de árvore

    • Matriz de Priorização: como o próprio nome sugere, esta técnica busca identificar as principais questões a serem priorizadas. Os critérios de priorização são definidos pela equipe que busca realizar a priorização.
    • Diagramas de rede das atividades: esta técnica é muito utilizada para elaboração de cronogramas, onde as atividades são sequenciadas, podendo ser utilizada para verificação de caminho crítico, precedência de atividades e outros.

      Garantia da Qualidade - Diagrama de rede das atividades

      Diagrama de rede das atividades

    • Diagramas matriciais: trata-se de uma ferramenta de gerenciamento e controle de qualidade que é adotada para execução de análise de dados dentro da estrutura organizacional criada em matriz.
  • Auditorias de qualidade: as auditorias de qualidade podem ser periódicas ou esporádicas, e são consideradas uma revisão estruturada e independente para determinar se as atividades do projeto seguem as políticas, processos e procedimentos estabelecidos para o projeto. Os objetivos das auditorias podem ser diversos, dentre eles têm-se:
    • Identificar não conformidades;
    • Identificar boas práticas que estão implementadas;
    • Compartilhar boas práticas para melhor desempenho do projeto;
    • Identificar deficiências.

Vale ressaltar um ponto muito importante, na maioria das organizações as auditorias são consideradas uma “caça às bruxas”, porém isto é um pensamento antiquado. As auditorias têm o objetivo de garantir a qualidade do projeto, por meio da conformidade com políticas, processos e procedimentos estabelecidos para o bom andamento do projeto.

  • Análise de processos: a análise de processos tem o objetivo de avaliar se os processos podem ser melhorados, ou seja, trata-se da melhoria contínua do processo por meio do plano de melhorias. A análise de processos inclui a análise de causa-raiz, técnicas para identificação de problemas, identificação de causas subjacentes, entre outros.

Realizar a garantia da qualidade – Saídas:

  • Solicitações de mudanças: devido à possíveis necessidades de melhorias, ajustes e correções, as solicitações de mudanças poderão ser uma das saídas do processo realizar a garantia da qualidade.
  • Atualizações no plano de gerenciamento do projeto: diversos itens poderão sofrer atualizações, dentre eles:
    • Plano de gerenciamento do escopo;
    • Plano de gerenciamento da qualidade;
    • Plano de gerenciamento dos custos.
  • Atualizações nos documentos do projeto: diversos documentos poderão sofrer atualizações, dentre eles:
    • Planos de treinamentos;
    • Documentação dos processos.
  • Atualizações nos ativos de processos organizacionais: os documentos da organização poderão ser atualizados, uma vez que uma melhoria identificada em um projeto poderá ser benéfica para outros projetos.

Considerações finais:

Assim, caros leitores, encerra-se a postagem sobre o processo realizar a garantia da qualidade. O principal ponto de destaque deste processo é justamente a tentativa de manter o projeto dentro dos padrões de qualidade determinados.

O autor ressalta, novamente, que o exame para PMP não aborda tais ferramentas de maneira detalhada, porém vale ao leitor tomar conhecimento e, em caso de interesse, se aprofundar mais no conhecimento destas.

Referências Bibliográficas:

Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK) – 5ª Edição – Project Management Insititute, Inc.

Preparatório para o Exame PMP® – Oitava Edição – RMC Publications, Inc.

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65132006000100014

Sobre o autor

Daniel Teran Duarte

Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração. Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, com destaque para as seguintes: Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração.

Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, sendo estas: PMP – Project Management Professional; PRINCE2® Practitioner; PSM I – Professional Scrum Master I; HCMP® 3G Expert Professional; MCP - Microsoft Project 2013; ITIL V3 Expert; ISO 20.000 Consultant Manager; HDI SCM - Support Center Manager; Cobit; ISO 9001:2015 Auditor Líder; ISO 22301:2012 Auditor Líder.

Para conhecer mais sobre Daniel Teran Duarte, visite o perfil no Linkedin ou encaminhe um e-mail.

Link permanente para este artigo: http://linksinergia.com.br/2016/05/30/realizar-garantia-da-qualidade-2/