Imprimir Post

Controlar os riscos – Ger. dos Riscos – Parte 3

Resumo:

Apresentar ao leitor as saídas do processo controlar os riscos.

Palavras-chaves:

Processo, Controlar, Riscos, Gerenciamento, Projeto, PMBOK.

Texto:

Caros leitores,

Nas últimas postagens o autor apresentou as entradas, ferramentas e técnicas do processo controlar os riscos. Nesta postagem, última sobre este processo, o autor apresentará as saídas do processo.

Controlar os riscos - Parte 1

Controlar os riscos - parte 2

Sem maiores delongas, seguem as saídas do processo controlar os riscos.

Controlar os riscos – Saídas:

  • Informações sobre o desempenho do trabalho: as informações sobre o desempenho do trabalho, referentes ao processo controlar os riscos, podem ajudar na comunicação e na tomada de decisões.
  • Solicitações de mudança: alterações nas respostas aos riscos, planos de contingencia e outros itens, podem resultar em solicitações de mudança. Estas mudanças devem ser conduzidas conforme cada projeto trata suas mudanças. Basicamente, mudanças podem incluir ações corretivas e preventivas:
    • Ações corretivas recomendadas: buscam alinhar o desempenho dos trabalhos do projeto com o plano de gerenciamento do projeto.
    • Ações preventivas recomendadas: buscam garantir o desempenho futuro do projeto em relação do plano de gerenciamento do projeto.
  • Atualizações no plano de gerenciamento do projeto: as solicitações de mudanças aprovadas, poderão resultar em alterações no plano de gerenciamento do projeto.
  • Atualizações dos documentos do projeto: diversos documentos poderão ser atualizados, dentre eles:
    • Plano de gerenciamento do projeto;
    • Cronograma;
    • Registro dos riscos.

Estas atualizações podem ser provenientes das auditorias de riscos, revisões periódicas e resultados de reavaliações.

  • Atualizações nos ativos de processos organizacionais: durante a execução do projeto diversos ativos de processos organizacionais poderão ser atualizados, isto não é diferente com o processo controlar os riscos. Dentre os documentos que poderão ser atualizados estão:
    • Modelo de plano de gerenciamento dos riscos;
    • Modelo de registro dos riscos;
    • Lições aprendidas;
    • Instruções de auditorias de riscos de projetos.

Considerações finais:

Assim, caros leitores, encerra-se a última postagem sobre o processo controlar os riscos. Os objetivos de processo são acompanhar a eficácia das respostas aos riscos e o processo de gerenciamento dos riscos do projeto.

Este processo, normalmente, é mais utilizado em projetos de médio e grande porte. Ressalta o autor que o PMBOK® é consideravelmente superficial em relação ao tema.

Referência bibliográfica:

Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK) – 5ª Edição – Project Management Institute, Inc.

Sobre o autor

Daniel Teran Duarte

Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração. Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, com destaque para as seguintes: Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração.

Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, sendo estas: PMP – Project Management Professional; PRINCE2® Practitioner; PSM I – Professional Scrum Master I; HCMP® 3G Expert Professional; MCP - Microsoft Project 2013; ITIL V3 Expert; ISO 20.000 Consultant Manager; HDI SCM - Support Center Manager; Cobit; ISO 9001:2015 Auditor Líder; ISO 22301:2012 Auditor Líder.

Para conhecer mais sobre Daniel Teran Duarte, visite o perfil no Linkedin ou encaminhe um e-mail.

Link permanente para este artigo: http://linksinergia.com.br/2017/10/09/controlar-os-riscos-p3/

Deixe uma resposta