Imprimir Post

Identificar as partes interessadas – Ger. das partes interessadas – Parte 2

Resumo:

Apresentar ao leitor as ferramentas, técnicas e saídas do processo identificar as partes interessadas.

Palavras-chaves:

Identificar, Partes Interessadas, Processo, Gerenciamento, Projeto, PMBOK.

Texto:

Caros leitores,

Mais uma vez o autor insiste que projetos são pessoas. Isto é fato. Mas para ter sucesso no projeto, o gerente de projeto deve pergunta: Quais pessoas que estão envolvidas com este projeto?

Para lidar com a questão o PMBOK® se vale do processo identificar as partes interessadas, cujo o principal objetivo é mapear os envolvidos no projeto.

Nesta postagem, o autor apresentará as ferramentas, técnicas e saídas do processo identificar as partes interessadas, a fim de que o leitor possa entender o processo na totalidade e, consequentemente, gerenciar melhor seus projetos.

Identificar as partes interessadas - Relembre

Sem maiores delongas, vamos ao objetivo desta postagem:

Identificar as partes interessadas – Ferramentas e técnicas:

  • Análise das partes interessadas: a primeira técnica é a coleta e análise de informações sobre as partes interessadas, bucando determinar os interesses que devem ser considerados durante o projeto. Esta técnica identifica interesses, expectativas, interesses e relacionamentos entre as partes interessadas. O objetivo desta identificação é utilizar as informações em momentos úteis ao projeto, seja formando alianças ou utilizando potenciais influenciadores, tudo pensando em aumentar as chances de sucesso do projeto. Basicamente a análise das partes interessadas seguem as etapas abaixo:
    • Identificar todas as potencias partes interessadas do projeto e as informações relevantes. Estas informações podem incluir cargo, departamento, conhecimento, expectativas e outros. Normalmente as principais partes interessadas são fáceis de identificar, costumam ser o patrocinador, gerente do projeto e o cliente principal.
    • Identificar o possível apoio ou impacto que cada parte interessada pode gerar e, consequentemente, registrar para possíveis ações.
    • Avaliar como estas partes interessadas provavelmente irão se portar em determinados cenários, a fim de planejar a contramedida.

Ainda falando da análise das partes interessadas, há diversas maneiras de classifica-las, por exemplo:

    • Poder e Interesse: por nível de autoridade (poder) e a preocupação com os resultados do projeto (interesse).
    • Poder e Influência: por nível de autoridade (poder) e engajamento no projeto (influência).
    • Influência e Impacto: engajamento no projeto (influência) e habilidade de executar mudanças no projeto (impacto)

Existem outros modelos de classificação, estes são meramente exemplos.

  • Opinião especializada: trata-se da utilização de conhecimentos de profissionais, grupos e organizações que possuem alta capacitação, conhecimentos, experiência ou treinamentos na área em questão. Um gerente de projetos com experiência pode ser considerado como uma opinião especializada. Para o processo identificar as partes interessadas, pode-se considerar opinião especializada:
    • Parte interessadas identificadas;
    • Alta direção da empresa;
    • Gerentes de departamentos.
  • Reuniões: as reuniões podem ser utilizadas para aumentar a eficiência da identificação das partes interessadas e acelerar a coleta de informações. Reuniões podem ser de grande valia, desde que bem conduzidas.

Identificar as partes interessadas – Saídas:

  • Registro das partes interessadas: o resultado do processo identificar as partes interessadas é o registro das partes interessadas. Trata-se de um documento que contém todos os detalhes relevantes às partes interessadas, incluindo:
    • Informações de identificação: nome, cargo, localização, papel no projeto, e-mail, telefone e outros.
    • Informações de avaliação: principais expectativas, requisitos e outros.
    • Classificação das partes interessadas: Nível de autoridade, nível de influência, engajamento e outros.

Considerações finais:

Assim, caros leitores, encerra-se a explicação do processo identificar as partes interessadas. O principal benefício deste processo é conhecer os envolvidos no projeto e, consequentemente, poder lidar com estas pessoas. Por meio deste processo, o gerente de projetos terá mais ferramentas para aumentar as chances de sucesso do projeto.

O autor desta que durante sua experiência, a não identificação correta das partes interessadas acarretou em frustração, retrabalho e, no pior dos casos, em cancelamento do projeto. Cabe ao gerente do projeto se valer de todos os recursos para ter uma identificação precisa.

Referência bibliográfica:

Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK) – 5ª Edição – Project Management Institute, Inc.

Sobre o autor

Daniel Teran Duarte

Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração. Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, com destaque para as seguintes: Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração.

Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, sendo estas: PMP – Project Management Professional; PRINCE2® Practitioner; PSM I – Professional Scrum Master I; HCMP® 3G Expert Professional; MCP - Microsoft Project 2013; ITIL V3 Expert; ISO 20.000 Consultant Manager; HDI SCM - Support Center Manager; Cobit; ISO 9001:2015 Auditor Líder; ISO 22301:2012 Auditor Líder.

Para conhecer mais sobre Daniel Teran Duarte, visite o perfil no Linkedin ou encaminhe um e-mail.

Link permanente para este artigo: http://linksinergia.com.br/2018/03/26/identificar-as-partes-interessadas-p2/

Deixe uma resposta