Imprimir Post

Gerenciar o engajamento das partes interessadas – Ger. das partes interessadas – Parte 1

Resumo:

Apresentar ao leitor o processo gerenciar o engajamento das partes interessadas.

Palavras-chaves:

Gerenciar, Engajamento, Partes Interessadas, Processo, PMBOK, Projeto.

Texto:

Caros leitores,

Sempre que se escuta uma conversa sobre projetos, principalmente com problemas, ouve-se falar do envolvimento das pessoas necessárias. Isto é fato, quando se quer aumentar as chances de um projeto é necessário que as pessoas estejam envolvidas corretamente. Na verdade, esta definição é simplista. Pois quando se fala de engajar as partes interessadas, fala-se diretamente de envolver as pessoas corretas, no momento correto e com o empenho necessário. Isto sim é engajar as partes interessadas, pois não adianta envolver todos as pessoas o tempo todo, se isto acontecer outras atividades serão impactadas.

Para lidar com esta questão o PMBOK® se vale do processo gerenciar o engajamento das partes interessadas, cujo principal objetivo é assegurar o envolvimento correto das partes interessadas. Resumidamente o processo gerenciar o engajamento das partes interessadas executa as estratégias definidas pelo processo planejar o gerenciamento das partes interessadas.

Sem maiores delongas, vamos ao fluxo do processo:

Gerenciar o engajamento das partes interessadas

Gerenciar o engajamento das partes interessadas – Entradas:

  • Plano de gerenciamento das partes interessadas: apresentado na postagem anterior, plano de gerenciamento das partes interessadas fornece as estratégias, definições, métodos e técnicas que devem ser adotados para o envolvimento correto dos profissionais necessários.
  • Plano de gerenciamento das comunicações: este plano descreve como as comunicações do projeto serão planejadas, estruturadas, monitoradas e controladas, além de definir pontos como frequência, responsáveis pelo envio de informações e outros. Dentre as informações fornecidas pelo plano de gerenciamento das comunicações, estão:
    • Requisitos de comunicação das partes interessadas;
    • Informações a serem comunicadas;
    • Idioma;
    • Pessoas que receberão as comunicações;
    • Frequência.
  • Registro das mudanças: este documento é utilizado para controlar as mudanças do projeto. Tais mudanças podem afetar requisitos, expectativas e outros pontos que devem ser comunicados para as partes interessadas.
  • Ativos de processos organizacionais: são planos, procedimentos, políticas, processos e a base de conhecimento que a organização possui e pode utilizar.

Considerações finais:

Assim, caros leitores, encerra-se a primeira postagem sobre o processo gerenciar o engajamento das partes interessadas. O objetivo desta postagem é introduzir o leitor ao processo e suas entradas.

Um ponto que deve ser bem destacado é a questão do engajamento, ressalta o autor que o engajamento correto não é o envolvimento de todos o tempo inteiro. Este tipo de postura resulta em custos desnecessário e, na maioria das vezes, tem efeito inverso, resultando em desengajamento.

Referência bibliográfica:

Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK) – 5ª Edição – Project Management Institute, Inc.

Sobre o autor

Daniel Teran Duarte

Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração. Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, com destaque para as seguintes: Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração.

Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, sendo estas: PMP – Project Management Professional; PRINCE2® Practitioner; PSM I – Professional Scrum Master I; HCMP® 3G Expert Professional; MCP - Microsoft Project 2013; ITIL V3 Expert; ISO 20.000 Consultant Manager; HDI SCM - Support Center Manager; Cobit; ISO 9001:2015 Auditor Líder; ISO 22301:2012 Auditor Líder.

Para conhecer mais sobre Daniel Teran Duarte, visite o perfil no Linkedin ou encaminhe um e-mail.

Link permanente para este artigo: http://linksinergia.com.br/2018/04/17/gerenciar-o-engajamento-das-partes-interessadas-p1/