Imprimir Post

Controlar o engajamento das partes interessadas – Ger. das partes interessadas – Parte 3

Resumo:

Apresentar ao leitor as saídas do processo controlar o engajamento das partes interessadas.

Palavras-chaves:

Controlar, Engajamento, Parte Interessadas, Gerenciamento, Projeto, PMBOK.

Texto:

Caros leitores,

Nas últimas postagens o autor apresentou as entradas, ferramentas e técnicas do processo controlar o engajamento das partes interessadas. Nesta postagem serão abordadas as saídas do processo citado.

Controlar o engajamento das partes interessadas - Parte 1

Sem maiores delongas, vamos ao objetivo desta postagem:

Controlar o engajamento das partes interessadas – Saídas:

  • Informações de desempenho do trabalho: são informações relacionadas ao desempenho real do projeto, por exemplo, atividades iniciadas, progresso destas atividades, atividades em atraso, atividades concluídas, entre outras. Estas informações podem ser geradas após ações do processo controlar o engajamento das partes interessadas, a fim de mostrar a efetividade das ações.
  • Solicitações de mudanças: mudanças poderão ocorrer pode diversos motivos, dentre eles:
    • Alteração das estratégias de comunicação;
    • Alteração das partes interessadas envolvidas;
    • Baixo engajamento das partes interessadas.
  • Atualizações no plano de gerenciamento do projeto: por meio das mudanças supracitadas, o plano de gerenciamento do projeto poderá ser atualizado. Dentre os documentos que poderão ser alvos de atualização estão:
    • Plano de gerenciamento dos riscos;
    • Plano de gerenciamento da comunicação;
    • Plano de gerenciamento da qualidade.
    • Plano de gerenciamento das partes interessadas.
  • Atualizações nos documentos do projeto: diversos documentos poderão sofrer atualizações, dentre eles:
    • Registro das partes interessadas;
    • Registro das questões;
    • Registro de riscos.
  • Atualizações nos ativos de processos organizacionais: diversos documentos poderão sofrer atualizações, dentre eles:
    • Relatórios dos projetos: este poderão ser adequados para melhor entendimento dos envolvidos;
    • Documentação de lições aprendidas: novas técnicas e ferramentas, problemas e outras informações, poderão ser inseridas para utilização de projetos futuros;
    • Notificações das partes interessadas: As partes interessadas poderão ser informadas sobre resolução de questões, mudanças aprovadas e outros.

Considerações finais:

Assim, caros leitores, encerra-se a explicação do processo controlar o engajamento das partes interessadas. Além disto, o autor concluiu a apresentação do PMBOK 5ª versão. O que é motivo de orgulho e satisfação.

O ponto a se destacar, quanto ao processo supracitado, é justamente o envolvimento em níveis corretos. O envolvimento excessivo das partes interessadas poderá resultar em problemas diversos, dentre estes os custos e a questão de conflitos. O envolvimento abaixo do necessário, poderá levar também o projeto ao fracasso. O ponto está no equilíbrio. Envolver as pessoas certas, no momento correto e na medida necessária.

Referência bibliográfica:

Um Guia do Conhecimento em Gerenciamento de Projetos (Guia PMBOK) – 5ª Edição – Project Management Institute, Inc.

Sobre o autor

Daniel Teran Duarte

Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração. Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, com destaque para as seguintes: Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração.

Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, sendo estas: PMP – Project Management Professional; PRINCE2® Practitioner; PSM I – Professional Scrum Master I; DEVOPS Master; HCMP® 3G Expert Professional; MCP - Microsoft Project 2013; ITIL V3 Expert; ISO 20.000 Consultant Manager; HDI SCM - Support Center Manager; Cobit; ISO 9001:2015 Auditor Líder; ISO 22301:2012 Auditor Líder.

Para conhecer mais sobre Daniel Teran Duarte, visite o perfil no Linkedin ou encaminhe um e-mail.

Link permanente para este artigo: http://linksinergia.com.br/2018/05/16/controlar-o-engajamento-das-partes-interessadas-p3/