Imprimir Post

Conceitos chave – DevOps – Introdução

Resumo:

Apresentar ao leitor os conceitos chave do DevOps.

Palavras-Chaves:

Conceitos, Chave, DevOps, Metodologia, Framework.

Texto:

Caros leitores,

Todo Framework está sempre baseado em alguma estrutura. A ITIL®, por exemplo, se baseia em conceitos da administração, o PMBOK® se vale de diversos conceitos, como por exemplo a pirâmide de Maslow. Com o DevOps não é diferente, ele busca diversos conceitos chave em metodologias já conhecidas. Isto é um ponto positivo, pois dá ao DevOps a segurança de metodologias já testas e com resultados válidos.

Pirâmide de Maslow

DevOps – Conceitos chave:

O DevOps está sustentado em 4 conceitos chave, sendo 3 considerados pilares e um considerado base. Veja:

  1. Desenvolvimento disciplinado e ágil: uma equipe de desenvolvimento disciplinada e ágil é essencial para a implementação do DevOps. Ser disciplinado e ágil é ter:
    1. Velocidade de desenvolvimento estabilizada;
    2. Ser adaptável às mudanças;
    3. Desenvolver códigos com alta qualidade e sem erros.
  2. Entrega Contínua: trata-se de implementação automatizada da criação, implantação, testes e liberação de um desenvolvimento, ou seja, de um aplicativo.
  3. ITSM leve e focado em disponibilidade: as práticas da ITIL® devem ser realinhadas para o DevOps. Isto significa focar os processos de gestão de serviços de TI na continuidade do negócio e em um conjunto de informações mínimas requeridas. Se assim for, a empresa poderá obter os resultados do DevOps.
  4. Conceito TPS (LEAN): o TPS (Toyota Production System) é um sistema desenvolvido pela Toyota e para fornecer a melhor qualidade, o menor custo e o lead time mais curto, por meio da eliminação de desperdícios e erros. A base do TPS é o JIT (Just-in-time) e o Jidoka. Veja:
    1. JIT: significa produzir e transportar o que é necessário, quando necessário na exata quantidade necessária.
    2. Jidoka: significa (automação com um toque humano). Este conceito surgiu com a inserção de um dispositivo em uma máquina que impedia a produção de itens com defeitos. Além disto permitiu que um operador operasse mais de uma máquina, aumentando a eficiência da produção.

Considerações finais:

Assim, caros leitores, encerra-se a segunda postagem sobre o DevOps. O objetivo desta postagem foi explicar os conceitos chaves que compõem este framework. Nas próximas postagem o autor irá explorar melhor estes conceitos.

Referência Bibliográfica:

https://www.lean.org.br/conceitos/117/sistema-toyota-de-producao-(toyota-production-system—tps).aspx – Acessado em 04/11/2017.

https://www.lean.org.br/artigos/364/just-in-time-(jit).aspx – Acessado em 04/11/2017.

http://www.leanti.com.br/conceitos/13/O-que-e-Jidoka.aspx – Acessado em 04/11/2017.

Apostila Exin Devops Master – Versão 3.1 – 2018 – IT Partners.

Sobre o autor

Daniel Teran Duarte

Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração. Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, com destaque para as seguintes: Formado em análise e desenvolvimento de sistemas e pós-graduado em Administração de empresas pela FGV – Fundação Getúlio Vargas, e em Consultoria empresarial pela FIA – Fundação Instituto de Administração.

Em seus conhecimentos complementares existem diversas certificações, sendo estas: PMP – Project Management Professional; PRINCE2® Practitioner; PSM I – Professional Scrum Master I; DEVOPS Master; HCMP® 3G Expert Professional; MCP - Microsoft Project 2013; ITIL V3 Expert; ISO 20.000 Consultant Manager; HDI SCM - Support Center Manager; Cobit; ISO 9001:2015 Auditor Líder; ISO 22301:2012 Auditor Líder.

Para conhecer mais sobre Daniel Teran Duarte, visite o perfil no Linkedin ou encaminhe um e-mail.

Link permanente para este artigo: http://linksinergia.com.br/2018/11/05/conceitos-chave-devops-introducao/

Deixe uma resposta